Saint Martin, Caribbean

Saint Martin é a região norte de uma ilha-nação dividida entre a França e os Países Baixos. Saint Martin é um território francês, cobrindo cerca de dois terços da ilha localizada na região da ilha Leeward. É bem conhecida por suas praias de nudismo e lojas high-end, na moda.

  • Cidade capital – Marigot
  • Idioma – francês

Saint Martin, Caribbean

Marigot, capital de São Martinho

Marigot Bay  

Uma vez uma pequena aldeia piscatória, Marigot tem transformou-se em uma cidade essencialmente do Caribe, conhecida por sua calçada bistrôs e colorido de gengibre casas. A capital do lado francês do St Martin mistura algumas atracções turísticas tradicionais com muitas oportunidades para a aventura à beira-mar.

  Calçadão de Marigot, Saint Martin, Caribe

“Marigot” literalmente significa “pântano”, e a área ao redor da capital foi preenchida com eles quando a cidade foi estabelecida. Ao longo do século XVIII, a cidade cresceu graças à produção de cana-de-açúcar em franca expansão e aterro de projetos e hoje é casa para todos os departamentos do governo local, mercados vibrantes, passeios românticos e alguns dos mais interessante arquitetura do St. Martin.

loja de luxo Saint Martin Caribbean   loja de luxo Saint Martin Caribbean

A cidade é uma Meca para compras isentas de impostos, e as ruas sinuosas do bairro central são revestidas com boutiques de moda e luxo francês. Muitas das mais prestigiadas marcas do mundo podem ser encontradas lá, e os preços imbatíveis compõem Marigot um ótimo lugar para estocar em presentes e lembranças.

Marigot Market, São Martinho, Caribe  

Para uma experiência de compra mais tradicional, passe um dia a explorar o mercado de Marigot alastrando, um melting pot de cheiros, cores e pontos turísticos que exala uma animada lufa-lufa. Moradores chegarem todas as manhãs, como o sol nasce para vender os mais frescos frutos e legumes, peixes, especiarias e carnes e tradicionais restaurantes abraçam o perímetro. Não saia sem o rum docemente aromatizado de amostragem e entregando-se alguns “colombo”, uma caldeirada de peixe temperada com uma mistura de caril.

Mall at Marigot com fachadas tradicionais do século XIX   Mall at Marigot com fachadas tradicionais do século XIX

A Rue de la République é um dos melhores lugares para admirar as fachadas tradicionais do século 19 que definem em grande parte a arquitetura do St. Martin. As casas bem preservadas têm mantido muito da sua autenticidade arquitetônica. Almofariz de pedra e Cal fazer Apartamentos térreos, e os segundo níveis são feitos de madeira, usando métodos de construção tradicionais. As habitações são conhecidas por suas galerias lá em cima, decoradas com frisos de gengibre e suas balaustradas deliciosamente projetadas.

A Igreja Católica de St Martin foi erguida em Fort Louis Road em 1941 para servir as necessidades da minoria religiosa da ilha. Construído em pedra tradicional e estilo de Lima, a igreja foi recentemente renovada por jovens da ilha como parte de um projeto de escola.

Mapa de Fort Louis   Mapa de Fort Louis, Marigot, Saint Martin Caraíbas

A vizinha Fort Louis foi construído em 1789 para proteger a cidade e defender seus galpões que armazenados rum, sal, açúcar de cana, café e outros produtos. O forte mais tarde caiu em ruínas, mas desde 1993 tem sido o foco de um projeto ambicioso de reconstrução patrocinada pelo governo. Os visitantes podem ainda explorar o forte e desfrute das vistas deslumbrantes da cidade, Simpson Bay Lagoon, Anguilla, Simpson Bay, Baie Nettle e o Terres Basses.

Fort Louis, Marigot, São Martin Caribe  

O beco estreito na base do forte também leva à prisão original da ilha. Embora o edifício foi transformado em um quartel de bombeiros em 1968, sua fachada ainda mantém a aparência original.

O cemitério de Marigot é o lugar de descanso final de Auguste-François Perrino, uma figura importante na abolição da escravatura. Perrino era acionista em muitas empresas operavam sal piscinas em St. Martin, e em 1847 publicou um trabalho descrevendo os maus-tratos dos escravos. Ele morreu na ilha em 1861 e continua sendo um dos mais célebres figuras históricas de São Martinho.

Se você cansar de natação, mergulho, vela e mergulho fora das margens, há mais lugares para explorar e em torno de Marigot, incluindo a fazenda de Loterie, a Cimeira de 424-medidor de Pic Paradis, a plantação de Saint Jean, o antigo moinho de açúcar de primavera, o sítio arqueológico de Hope Estate e o National natureza reserva de Saint Martin, que é lar de uma matriz inebriante de flora e fauna.

Mapa de Saint Martin e Sint Maarten (lados francês e holandês da ilha)

  Mapa de Saint Martin e Sint Maarten (lados francês e holandês da ilha) Ilhas do Caribe perto de São Martinho      

Saint Martin, Caribbean

Saint Martin is the northern region of an island nation divided between France and the Netherlands. Saint Martin is a French territory covering about two-thirds of the island located in the Leeward Island region. It is well known for its nude beaches and high-end, trendy shops.

  • Capital city – Marigot
  • Language – French

Marigot, capital city of Saint Martin

Once a small fishing village, Marigot has blossomed into a quintessentially Caribbean town known for its sidewalk bistros and colorful gingerbread houses. The capital of the French side of St. Martin mixes a few traditional tourist attractions with many opportunities for seaside adventure.

“Marigot” literally means “swamp,” and the area around the capital was filled with them when the town was established. Throughout the 18th century, the town grew thanks to booming sugar cane production and land filling projects, and today it is home to all the local government departments, vibrant markets, romantic promenades and some of St. Martin’s most interesting architecture.

The town is a mecca for duty-free shopping, and the winding streets of the central district are lined with French fashion and luxury boutiques. Many of the world’s most prestigious brands can be found there, and the unbeatable prices make Marigot a great place to stock up on gifts and souvenirs.

For a more traditional shopping experience, spend a day exploring the sprawling Marigot market, a melting pot of smells, colors and sights that exudes a lively hustle and bustle. Locals arrive each morning as the sun comes up to sell the freshest fruits and vegetables, fish, spices and meats, and traditional restaurants hug the perimeter. Don’t leave without sampling the sweetly flavored rums and indulging in some “colombo,” a fish stew spiced with a curry blend.

The Rue de la Republique is one of the best places to wonder at the 19th-century traditional facades that largely define St. Martin’s architecture. The well-preserved homes have retained much of their architectural authenticity. Stone and lime mortar make the ground floors, and the second levels are made of wood using traditional construction methods. The dwellings are known for their upstairs galleries decorated with gingerbread friezes and their delightfully designed balustrades.

The Catholic Church of St. Martin’s was erected on Fort Louis Road in 1941 to serve the needs of the island’s religious minority. Built in the traditional stone and lime style, the church was recently renovated by the island’s young people as part of a school project.

The nearby Fort Louis was built in 1789 to protect the city and defend its warehouses that stored rum, salt, sugar cane, coffee and other produce. The fort later fell to ruin but since 1993 has been the focus of an ambitious government-sponsored reconstruction project. Visitors are still welcome to explore the fort and take in the breathtaking views of the city, Simpson Bay Lagoon, Anguilla, Simpson Bay, Baie Nettle and the Terres Basses.

The narrow alleyway at the base of the fort also leads to the island’s original prison. Although the building was transformed into a fire station in 1968, its facade still retains its original appearance.

The Marigot Cemetery is the final resting place of Auguste-François Perrino, an important figure in slavery’s abolition. Perrino was a shareholder in many companies that operated salt pools in St. Martin, and in 1847 he published a work outlining the mistreatment of slaves. He died on the island in 1861 and remains one of St. Martin’s most celebrated historical figures.

If you tire of swimming, diving, sailing and snorkeling off the shores, there are more places to explore in and around Marigot, including the Loterie Farm, the 424-meter summit of Pic Paradis, the Saint Jean Plantation, the former Spring Sugar Mill, the Hope Estate Archaeological Site and the National Nature Reserve of Saint Martin, which is home to an intoxicating array of flora and fauna.

Map of Saint Martin and Sint Maarten (French and Dutch sides of the island)